quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Zumbi dos Palmares IV


Situada a importância do malafo no Congo e Angola, voltemos ao Quilombo de Palmares, nomeado justamente "Palmares" por causa da palmeira jerivá ou jeribá - comum no litoral brasileiro - que ali existia em abundância. No início do século XVI se fabricava na América portuguesa um « vinho de palma », extraído do jeribá e similar ao malafo da África Central. É bem provável que venha daí a palavra jeribita, nome pelo qual a cachaça passou a ser conhecida em Angola e no Congo (mas não na Costa da Mina). Gregório de Matos usa a palavra como um sinônimo de cachaça, sugerindo que tal uso era corrente na linguagem baiana seiscentista. No Império, durante a Regência, o padre Lopes Gama faz a mesma observação sobre o falar pernambucano. Bluteau, no seu Vocabulário (1712), já garantia que a palavra tinha origem brasileira.Desse modo, o vocábulo jeribita pode ter sido difundido na África em referência ao vinho da palmeira brasileira, o jeribá. Da mesma forma que, em sentido inverso, marafo (de malafo) tornou-se entre nós, e particularmente no Rio de Janeiro, sinônimo de cachaça (em Cuba, os descendentes dos congoleses chamam o aguardente de cana de malafo). Ao lado dos derivados (birita, piribita e jurubita), aparecem outros sinônimos brasileiros da cachaça, oriundos dos vocabulários africanos ou referentes àquela parte do globo: angico, canjica, cumbe, geba, maçangana, malunga, mamãe-de-luanda, otim (ioruba).

6 comentários:

Antônio Pedro disse...

tem muito mais sinônimo que isso para a cachaça!

livia f. disse...

gostei do "geba" !
geba é bom;D

Cristóvão Feil disse...

Me responda, por favor, por que a cachaça, entre tantas denominações populares, também é chamada de "cachorro de engenheiro".
Tenho uma suspeita, mas quero saber da sua nota.

Dourivan disse...

Foi bater o olho em jeribita que me lembrei de "birita".

Mas parece-me que os etimologistas brasileiros não se deram por isso: a versão impressa que tenho do Aurélio não registra a origem e o UOL é muito pouco convincente: "orig.obsc., mas sem descartar motivação fônica p.ana. com v.freq., tipo bebericar, bibicar, ligados aos rad. beb-/bib- e à cognação de beber".

Da época que era menino, lembro-me de um palhaço beberrão de um circo mambembe qualquer chamado Biribita.

Dourivan disse...

Leia-se UOL Houaiss.

Ivan Massocato disse...

Doutor, eu clicando aqui e ali, achei que o senhor ia dar o nome de uma ou duas marcas boas, e o senhor me vem com etimologia devidamente precedida do registro do germoplasma. Agora me vejo obrigado a descobrir por que nome conheço a jeribá e que tipo de mangüaça ela dá. Ara, que podia ter me poupado o trabalho, ô pá!