quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Seitas e Igrejas


Hoje, na edição de 13 horas do jornal do canal TF1, o de maior audiência no país, foram denunciadas as atividades da seção regional da organização Tradição, Família e Propriedade, considerada como seita na França. A seção francesa da TFP oferece, em troca de dons beneficiando de uma pseudo isenção fiscal, uma medalha “milagrosa” protegendo seus portadores “contra a droga, o suicídio e a pornografia”. A reportagem mostrou a foto do paulista Plínio Correia de Oliveira, o fundador da TFP. O presidente da Comissão Interministerial de vigilância e luta contra as derivas sectárias, organismo do governo francês, interveio na emissão para falar sobre as denúncias contra a TFP, explicitadas num capítulo inteiro do relatório de 2006,
recém-publicado pela comissão. A TFP da França nega manter ligações com a TFP do Brasil – atualmente dividida em lutas de facções – mas a Comissão Interministerial francesa a considera como filiada à entidade brasileira, a qual deu origem a uma "organização internacional".
Há grande vigilância na França a respeito das seitas, desde que, nos 1990, a seita Temple Solaire foi responsabilizada por 97 assassinatos e suicídios coletivos na França, na Suíça e no Canadá.
Vinda poucos dias depois dos bispos da Igreja Renascer irem para a cadeia em Miami, sob a acusação de entrada ilegal de dinheiro nos EUA, esta notícia merece reflexão: dois países democráticos enquadram seitas filiadas ou igrejas brasileiras que pintam a saracura em nosso país na maior impunidade.
A prisão dos bispos da Renascer nos EUA –
acusados no Brasil de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato – trouxe novidades. Além de ver a foto da opulenta mansão dos bispos num condomínio em Miami, os brasileiros ficaram sabendo que os EUA - o país do mundo onde há maior liberdade e variedade de religiões – só autorizam o pagamento de dons e “dízimos” em dinheiro vivo. No Brasil, muitas destas igrejas, verdadeiras arapucas para as pessoas desprotegidas pelo Estado, exploram os crentes, recolhendo dons feitos com cartão de crédito, cartão de débito e até com cheques pré-datados.

4 comentários:

Carlinhos Medeiros disse...

Saudações, professor.
Bom, sobre o Brasil, o que poderíamos esperar de um país originalmente fundado por europeus católicos da Igreja de Roma? São as romarias no nordeste e as seitas evangélicas no sudeste. O que acontece é a desesperança no sistema que está aí, e para alguns, as religiões que apelam para "Cristo" como a solução dos problemas é a única saída. As religiões deveriam ter mais poder em países onde a desinformação e o analfabetismo são latentes, o que acontece no Brasil, e em outros do terceiro mundo. Agora, na França, "TFP"? Não é mole, não.

Anônimo disse...

Olá,
se me permitem uma breve observação, é preciso não esquecer a força política das igrejas no Brasil. A bancada evangélica e seus votos é quem de fato dá resguardo a essa rapinagem em nome de Deus. Pequenas igrejas, grandes negócios!!!

Anônimo disse...

http://www.mhariolincoln.jor.br/index.php?itemid=2423
27/01/07

Textos indicados por nossos navegantes
Jacira Pantoja (MA).
(Internacional).

Seitas e Igrejas
Luiz Felipe de Alencastro*

Hoje, na edição de 13 horas do jornal do canal TF1, o de maior audiência no país, foram denunciadas as atividades da seção regional da organização Tradição, Família e Propriedade, considerada como seita na França. A seção francesa da TFP oferece, em troca de dons beneficiando de uma pseudo isenção fiscal, uma medalha "milagrosa" protegendo seus portadores contra a droga, o suicídio e a pornografia. A reportagem mostrou a foto do paulista Plínio Correia de Oliveira, o fundador da TFP. O presidente da Comissão Interministerial de vigilância e luta contra as derivas sectárias, organismo do governo francês, interveio na emissão para falar sobre as denúncias contra a TFP, explicitadas num capítulo inteiro do relatório de 2006, recém-publicado pela comissão. A TFP francesa nega manter ligações com a TFP do Brasil, atualmente dividida em lutas de facções, mas o relatório da Comissão Interministerial francesa a considera como filiada à entidade brasileira, a qual deu origem a uma "organização internacional". Há grande vigilância na França a respeito das seitas, desde que, nos 1990, a seita Temple Solaire foi responsabilizada por 97 assassinatos e suicídios coletivos na França, na Suíça e no Canadá.
Vinda poucos dias depois dos bispos da Igreja Renascer irem para a cadeia em Miami, sob a acusação de entrada ilegal de dinheiro nos EUA, esta notícia merece reflexão: dois países democráticos enquadram seitas filiadas ou igrejas brasileiras que pintam a saracura em nosso país na maior impunidade.
A prisão dos bispos da Renascer nos EUA, acusados no Brasil de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato, trouxe novidades. Além de ver a foto da opulenta mansão dos bispos num condomínio em Miami, os brasileiros ficaram sabendo que os EUA - o país do mundo onde há maior liberdade e variedade de religiões, só autorizam o pagamento de dons e dízimos, em dinheiro vivo. No Brasil, muitas destas igrejas, verdadeiras arapucas para as pessoas desprotegidas pelo Estado, exploram os crentes, recolhendo dons feitos com cartão de crédito, cartão de débito e até com cheques pré-datados.

=============================
* Luiz Felipe de Alencastro
Professor brasileiro que reside e trabalha em Paris, nascido em Itajaí, Santa Catarina, onde também aprendeu a nadar. Pratica um modo de reflexão ensinado por seu guru que atende pelo nome de Capivara ou "Carpíncho".
http://sequenciasparisienses.blogspot.com/




--------------------------------------------------------------------------------

Artigo enviado às 27/01/07, dia 27/01/07 por Mhario Lincoln - Categoria: Elson de Azevêdo Burity
Comentários
Maria das Graças Ramos escreveu:
É malandragem, safadez e conservadorismo demais em nome de Deus. Chega de picaretagem. Em muito boa hora este post do blog do pro. Luiz Felipe de Alencastro, grande democrata e defensor do Estado laico!
27/01/07 27/01/07
Átina das Graças escreveu:
Excelentes as pontuações do prof. Luiz Felipe Alencastro.

Átina das Graças
,,,,,,,,,,,,,,
Poética (I)
Vinícius de Moraes

De manhã escureço/
De dia tardo/
De tarde anoiteço/
De noite ardo. /

A oeste a morte/
contra quem vivo/
Do sul cativo/
O este é meu norte./

Outros/
Que contem passo por passo/
Eu morro ontem/
Nasço amanhã/
Ando onde há espaço/
Meu tempo /
É quando.../
27/01/07 27/01/07
None escreveu:
This will be my first time visiting, good stuff. Good resources here. Congratulations!
http://hometown.aol.com/med...
http://hometown.aol.com/med...
http://hometown.aol.com/med...
http://hometown.aol.com/med...
http://hometown.aol.com/med...
29/01/07 29/01/07

Michel Bernard disse...

Professor,

num estado de direito, e quando se preza as regras elementares da democracia, nao se condena alguém simplesmente porque "A TV falou".

O basico é dar a palavra ao outro lado. A TFP refutou as acusaçoes da Miviludes (celula anti-seita), numa carta ao Primeiro Ministro que é publicada no endereço www.tfp-france.org/polemique/miviludes.html e esta processando a TV TF1 por diffamaçao.

Quando sair a condenaçao da TV por difamaçao, nao esqueça de publicar uma nota no seu blog.

Michel