sábado, 23 de dezembro de 2006

Comuna de Paris I


A exposição sobre a Comuna, apresentada agora na Bibliothèque historique de la ville de Paris, gira em torno das fotos de Hippolyte Blancard. Acompanhando de perto a ascensão e a derrota da Comuna (de março a maio de 1871), Blancard, farmacêutico de profissão, fez excelentes fotografias que nunca haviam sido expostas. Há fotos mostrando também a guerra franco-prussiana de 1870, a qual fez bastante estragos nos subúrbios de Paris, coisa que eu ignorava.
Em 1971, no centenário da Comuna, no refluxo dos acontecimentos de maio de 1968 e em plena presidência conservadora de Pompidou, não houve praticamente nenhuma celebração. Lembro-me de um domingo chuvoso e triste daquele maio, em que fui de carro com uma amiga até Saint-Denis, prefeitura comunista da periferia, para visitar a única exposição organizada na época sobre o evento. De lá para cá, houve mudanças e a Comuna tem sido objeto de muitas exposições. Em boa parte, porque a esquerda chegou ao poder e ficou por anos seguidos, com a presidência Mitterrand. E também porque Paris tem agora um prefeito de esquerda. Para punir os parisienses após a Comuna, os governos franceses sucessivos jamais permitiram que a capital tivesse um prefeito eleito, entregando o cargo para um alto funcionário. Só em 1977, na primeira eleição geral municipal realizada desde 1870, foi eleito um novo prefeito, Jacques Chirac. Em 2001 foi a vez do atual prefeito, o socialista Bertrand Delanoé.

Um comentário:

Peixe disse...

Eu também vi e adorei esta exposição. Gostei muito de ver imagens das pessoas posando nas barricadas, orgulhosas do feito de controlarem a cidade, pedaço por pedaço. Parabéns por trazer este tema à baila.